Liga da Justiça | Arte Conceitual revela o Lanterna Verde

A misteriosa identidade do Lanterna Verde, que apareceu no filme da Liga da Justiça foi confirmada graças a um conceito de arte. A arte conceitual do aplicativo WB Movies All Access mostra o design completo do membro dos Lanternas que apareceu no filme. Lanterna Yalan Gur, a legenda da imagem diz: “defendeu a Terra e o setor 2814 no século X.”

PHOTO: The Justice League Lantern from DC_Cinematic

Sua aparência parece combinar com o período da época, com uma armadura verde e uma capa escamosa. Gur tem aparência alienígena, com pele rosada e um símbolo de Lanterna Verde no peito.

Gur apareceu ao lado das soldadas Amazonas e dos humanos na batalha contra o Lobo da Estepe durante sua primeira visita à Terra. Gur parece ter sido morto em batalha, e seu anel de Lanterna Verde agora procura um novo hospedeiro. Gur foi o único Lanterna Verde a aparecer no filme, apesar de meses de especulações de que o Lanterna Hal Jordan apareceria para lutar ao lado de Batman, Mulher Maravilha e o resto da equipe da Liga da Justiça.

Ele fez sua primeira aparição na DC Comics em Lanterna Verde Vol 19 em 1991, onde foi explicado que os os Guardiões do Universo removeram a impureza amarela do anel de Yalan Gur.

Contudo, sem fraquezas para serem exploradas, ele logo foi corrompido pelo poder. Achando-se infalível, Yalan Gur desejou moldar seu setor como ele bem quisesse. Yalan Gur começou a temer o desenvolvimento da civilização terrestre, então começou a aterrorizar os chineses da época. Alguns o atacaram com paus e ferramentas de madeira, mas Yalan ria das tentativas inúteis de feri-lo.

Os Guardiões, então, numa tentativa de ensinar a Yalan um pouco de humildade, mudaram a composição de seu anel e da bateria energética. O anel agora era vulnerável à madeira do mais humilde dos camponeses. Quando percebeu que seus ferimentos não mais se curavam, a multidão enfurecida o atacou unânime com madeira; ele tentou voar para o alto, mas mortalmente ferido, caiu novamente, queimando-se na reentrada, como um meteoro verde. Nesse momento, seu corpo em chamas fundiu-se com o Coração Estelar, dando origem à futura Chama Verde que comporia o anel e a bateria de Alan Scott.

Fonte: CBR