Liga da Justiça | Arte Conceitual revela o Lanterna Verde

A misteriosa identidade do Lanterna Verde, que apareceu no filme da Liga da Justiça foi confirmada graças a um conceito de arte. A arte conceitual do aplicativo WB Movies All Access mostra o design completo do membro dos Lanternas que apareceu no filme. Lanterna Yalan Gur, a legenda da imagem diz: “defendeu a Terra e o setor 2814 no século X.”

PHOTO: The Justice League Lantern from DC_Cinematic

Sua aparência parece combinar com o período da época, com uma armadura verde e uma capa escamosa. Gur tem aparência alienígena, com pele rosada e um símbolo de Lanterna Verde no peito.

Gur apareceu ao lado das soldadas Amazonas e dos humanos na batalha contra o Lobo da Estepe durante sua primeira visita à Terra. Gur parece ter sido morto em batalha, e seu anel de Lanterna Verde agora procura um novo hospedeiro. Gur foi o único Lanterna Verde a aparecer no filme, apesar de meses de especulações de que o Lanterna Hal Jordan apareceria para lutar ao lado de Batman, Mulher Maravilha e o resto da equipe da Liga da Justiça.

VEJA TAMBÉM:  'Shazam!' | Logo oficial do filme é revelado

Ele fez sua primeira aparição na DC Comics em Lanterna Verde Vol 19 em 1991, onde foi explicado que os os Guardiões do Universo removeram a impureza amarela do anel de Yalan Gur.

Contudo, sem fraquezas para serem exploradas, ele logo foi corrompido pelo poder. Achando-se infalível, Yalan Gur desejou moldar seu setor como ele bem quisesse. Yalan Gur começou a temer o desenvolvimento da civilização terrestre, então começou a aterrorizar os chineses da época. Alguns o atacaram com paus e ferramentas de madeira, mas Yalan ria das tentativas inúteis de feri-lo.

Os Guardiões, então, numa tentativa de ensinar a Yalan um pouco de humildade, mudaram a composição de seu anel e da bateria energética. O anel agora era vulnerável à madeira do mais humilde dos camponeses. Quando percebeu que seus ferimentos não mais se curavam, a multidão enfurecida o atacou unânime com madeira; ele tentou voar para o alto, mas mortalmente ferido, caiu novamente, queimando-se na reentrada, como um meteoro verde. Nesse momento, seu corpo em chamas fundiu-se com o Coração Estelar, dando origem à futura Chama Verde que comporia o anel e a bateria de Alan Scott.