Stan Lee, criador de heróis icônicos da Marvel, morre aos 95 anos

Stan Lee, o lendário escritor, editor e produtor da Marvel Comics, cujas fantásticas criações fizeram dele um super-herói da vida real para os amantes de quadrinhos em todo o mundo, morreu nesta segunda-feira (12).

De acordo com a The Hollywood Reporter, Stan Lee Morreu aos 95 anos de idade na manhã de hoje em Los Angeles.

Lee, que começou no negócio em 1939, Entre suas maiores criações estão, Homem-Aranha, Incrível Hulk, Homem de Ferro, X-Men, Demolidor, Pantera Negra, Thor, Os Vingadores, Quarteto Fantástico, Doutor Estranho, Viúva Negra, Gavião Arqueiro, Nick Fury, Mercúrio, Feiticeira Escarlate, Homem-Formiga e Inumanos.

Início da carreira de Stan Lee

Ainda na adolescência, Lee trabalhou para os publicadores Martin Goodman na Timely Comics, que mais tarde se tornaria a Marvel Comics. Goodman era casado com a prima de Lee. Seu primeiro trabalho publicado foi uma página para preencher texto assinada com o nome Stan Lee, que apareceu na revista do Capitão América em 1941. Stanley usou o nome “Stan Lee” porque sonhava um dia escrever o maior de todos os livros do país e não queria seu verdadeiro nome associado às histórias em quadrinhos. Ele logo passou a escrever histórias de fato, tornando-se o editor mais novo no campo de trabalho com 17 anos.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Lee alistou-se no Exército dos Estados Unidos e serviu na parte de comunicação, escrevendo manuais, slogans, filmes de treinamento e ocasionalmente desenhando. Após a Segunda Guerra Mundial, Lee voltou para a sua posição naquela que se tornaria a Marvel Comics. Logo depois criou o bordão da Marvel, “com grandes poderes, vem grandes responsabilidades – Homem-aranha (1962)”, baseado no que ele presenciou durante a guerra, que um país poderoso como os EUA, deveria ter responsabilidades com seu armamento bélico nuclear.

Naquela época, uma campanha de decência liderada pelo psiquiatra Dr. Fredric Wertham e pelo Senador Estes Kefauver culpava as revistas de histórias em quadrinhos por corromper os jovens leitores com imagens violentas e sexuais. As empresas de HQ responderam com a organização de um sistema de controle interno, e eventualmente adotaram o restringente Comics Code Authority.

Permanecendo na Timely/Marvel pela década de 1950, Lee escreveu histórias de vários gêneros, como romance, faroeste, e ficção científica soft. No fim da década, ele ficou insatisfeito com sua carreira e pensou em sair da área.

Revolução da Marvel

No fim da década de 1950, a DC Comics deu uma reanimada no gênero dos super-heróis com um sucesso imenso com o super time da Liga da Justiça da América. Em resposta, Martin Goodman, o publisher (chefe editorial) da Marvel, deu a Lee a tarefa de criar um time de super-heróis novo. Lee estava chegando aos 40 anos e se considerava velho para aquele tipo de trabalho, somente escrever HQs de super-heróis estereotipados. Foi então, no início dos anos 60, que sua mulher, Joan, sugeriu que ele deveria realmente criar seus próprios personagens, a seu modo. Não teria nada a perder, pois estava mesmo pensando em abandonar a carreira. Ele seguiu o conselho da esposa e, de repente, sua carreira mudou completamente.

Com a ajuda de Jack Kirby, Lee deu a seus novos super-heróis sentimentos mais humanos, uma mudança de seus outros heróis que eram tipicamente escritos para pré-adolescentes. Seus heróis tinham um temperamento ruim, ficavam melancólicos, cometiam erros humanos normais. Preocupavam-se em pagar suas contas e impressionar suas namoradas, e às vezes ficavam até doentes fisicamente. Os super-heróis de Lee capturaram a imaginação dos adolescentes e jovens adultos, e as vendas aumentaram drasticamente.

VEJA TAMBÉM:  League of Legends | Riot Games anuncia HQs em parceria com a Marvel

O primeiro trabalho conjunto entre Lee e Jack Kirby foi o grupo de super-heróis conhecido como O Quarteto Fantástico. Sua popularidade imediata fez com que Lee e os ilustradores da Marvel produzissem vários novos títulos. Lee criou o Incrível Hulk, o Homem de Ferro, Thor e os X-Men com Kirby; Demolidor (Daredevil) com Bill Everett; Doutor Estranho e o personagem de maior sucesso da Marvel: o Homem-Aranha, criado com Steve Ditko. E também criou o Capitão Marvel (Marvel Comics), pois existiam em outras editoras como a Fawcett Comics que possuíam heróis com o nome de Capitão Marvel, então para não usar o nome ‘Marvel’ em um personagem que não fosse da Marvel Comics. foi feito para Marvel seu próprio Capitão Marvel.

Pela década de 1960, Lee escreveu, coordenou a arte e editou a maior parte das séries da Marvel, moderou as páginas de cartas e escreveu uma coluna mensal chamada “Stan’s Soapbox”, escreveu muito material promocional, sempre assinando com a frase que é sua marca registrada: “Excelsior!”

Aparições no cinema e na TV (Marvel)

  • Em O Julgamento do Incrível Hulk (1989), Lee fez sua primeira aparição em um filme da Marvel; na qual ele é um jurado no julgamento do Dr. David Banner.
  • Em X-Men (2000), Lee aparece como um vendedor de cachorro-quente na praia, quando o senador Robert Kelly aparece nu na praia depois de escapar do mutante Magneto.
  • Em Homem-Aranha (2002), ele aparece durante a primeira batalha do Homem-Aranha contra o Duende Verde, puxando uma menina longe dos destroços de um prédio.
  • Em Demolidor – O Homem sem Medo (2003), Matt Murdock, ainda criança, não deixa Stan Lee atravessar a rua para não ser atropelado por um ônibus.
  • Em Hulk (2003), ele aparece andando ao lado do ex-Hulk da série de TV, Lou Ferrigno em uma cena inicial, como guarda de segurança no laboratório de Bruce Banner. Foi seu primeiro papel falando em um filme baseado em um de seus personagens.
  • Em Homem-Aranha 2 (2004), Lee puxa novamente uma pessoa inocente, longe do perigo durante a primeira batalha do Homem-Aranha contra o Doutor Octopus.
  • Em Quarteto Fantástico (2005), Lee aparece pela primeira vez como um personagem dos quadrinhos, em um papel creditado como Willie Lumpkin, o carteiro que recebe o Quarteto Fantástico quando eles entram no edifício Baxter.
  • Em X-Men: O Confronto Final (2006), Lee e Chris Claremont aparecem como dois dos vizinhos de Jean Grey na cena de abertura do conjunto há 20 anos. Lee, creditado como “homem da mangueira”, é molhado no gramado quando Jean usa sua telecinese redireciona a água da mangueira para o ar.
  • Em Homem-Aranha 3 (2007), Lee aparece em um papel creditado como “homem da Times Square”. Ele fica ao lado de Peter Parker, ambos lendo um boletim de notícias e logo depois comenta a Peter: “Você sabe, eu acho que uma pessoa pode fazer a diferença no caráter de outra pessoa”.
  • Em Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado (2007), Lee aparece como ele mesmo no primeiro casamento de Reed Richards e Susan Storm, sendo afastado por um guarda de segurança por não estar na lista de convidados. Em Fantastic Four Annual # 3 (1965), acontece a mesma coisa, em que Lee e Jack Kirby são igualmente barrados.
  • Em O Incrível Hulk (2008), Stan Lee aparece como um cidadão desafortunado que acidentalmente ingere um refrigerante misturado com o sangue de Bruce Banner, que levou à descoberta da localização do Dr. Banner em uma fábrica de engarrafamento no Brasil.
  • Em Homem de Ferro (2008), Stan Lee (creditado como “Si”) aparece em uma festa de gala com três mulheres loiras, onde Tony Stark o confunde com Hugh Hefner, criador da revista Playboy e famoso mulherengo. Na versão teatral do filme, Stark simplesmente cumprimenta Lee como “Hef” e move-se sem ver a cara de Lee, uma outra versão da cena foi filmada quando Stark percebe seu erro, mas Lee gentilmente responde: “Tudo bem, eu sou confundido assim o tempo todo.”
  • Em Homem de Ferro 2 (2010), durante a Expo Stark, Lee, vestindo suspensórios e uma camisa colorida brilhante e gravata, é cumprimentado por Tony Stark como “Larry King”.
  • Em Thor (2011), Stan Lee interpreta o velhinho que dirige a caminhonete que tenta arrancar o martelo de Thor do fundo da cratera.
    Em Capitão América: O Primeiro Vingador (2011), Lee aparece como um militar numa entrega de medalha para o Capitão América, que não compareceu, Stan confundiu o mensageiro que deu a notícia, com o Capitão América, dizendo: “Pensei que ele fosse mais alto!”.
  • Em O Espetacular Homem-Aranha (2012), ele interpreta o bibliotecário do colégio de Peter, durante um confronto entre o Homem-Aranha e o Lagarto.
  • Em Os Vingadores (2012), Lee aparece dando uma entrevista para um jornal após a luta dos Vingadores contra o exército de Loki.
  • Em Homem de Ferro 3 (2013), Lee faz uma pequena aparição como juiz num concurso de Miss EUA.
  • Em Thor: O Mundo Sombrio (2013), Lee aparece no mesmo lugar onde Erik Selvig está internado. Ele é a pessoa que pede o sapato de volta.
  • Em Capitão América: O Soldado Invernal (2014), Lee aparece como segurança em um museu dedicado ao Capitão América.
  • Em O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (2014), Lee aparece como um convidado da cerimônia de formatura.
  • Em Guardiões da Galáxia (2014), Lee aparece flertando com uma mulher ao ser analisado por Rocket Raccoon e Groot no planeta Xandar em busca de recompensa.
  • Em Big Hero 6 (2014), Lee dublou o Pai do personagem Fred, numa cena pós-créditos.
  • Em Vingadores: A Era de Ultron (2015). Lee aparece na Torre dos Vingadores durante a festa promovida por Tony Stark. Ele aparece sendo carregado por dois homens após tomar uma bebida oferecida por Thor na mesma hora ele fala Excelsior um grupo de heróis do Universo Marvel.
  • Em Homem-Formiga (2015), Lee aparece como um barman no fim do filme, numa cena de “telefone sem fio”, em que Scott está sendo procurado pelo Falcão. Na cena ele é “dublado” por Luis, personagem de Michael Peña
  • Em Deadpool (2016), Lee aparece como um MC em um clube de strip, na qual ele apresenta as strippers.
  • Em Capitão América: Guerra Civil (2016), Lee aparece quase no final do filme, como um carteiro do FedEx para entregar uma encomenda do Capitão América para o Tony Stark e chama o milionário de “Tony Stank” (trocadilho com “Odor” em inglês. Na dublagem brasileira é dito “Esterco”).
  • Em X-Men: Apocalipse (2016), Lee e sua esposa aparecem abraçados como um casal que vê o lançamento de uma das ogivas nucleares lançadas por Apocalipse.
  • Em Doutor Estranho (2016), Lee aparece dentro de um ônibus, distraído lendo um livro chamado The Doors of Perception do autor Aldous Huxley enquanto Dr. Estranho enfrentava inimigos na rua.
  • Em Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017), Lee aparece na janela de seu apartamento para observar o que estava acontecendo, já que toda a vizinhança estava agitada e furiosa com o barulho, pois o amigo da vizinhança cometeu um engano achando que um homem que ia entrar em um carro era um ladrão.
  • Em Thor: Ragnarok (2017), Lee aparece como sendo o responsável por cortar o cabelo de Thor antes de uma batalha na arena.
  • Em Pantera Negra (2018), Lee aparece como um apostador no casino em Busan onde T´Challa pretende capturar Ulysses Klaw, interagindo rapidamente com o herói.
  • Em Vingadores – Guerra Infinita (2018), Lee aparece como um motorista do ônibus que leva Peter Parker à uma excursão escolar não se preocupando com a nave de Thanos no céu.
  • Em Deadpool 2 (2018), Lee aparece como um busto na Mansão X que é derrubado por Deadpool.
  • Em Homem Formiga e a Vespa (2018), Lee aparece segurando a chave do seu carro quando o mesmo é encolhido pela Vespa.
  • Em Venom (2018), Lee apareceu falando que ainda Eddie Brook que ainda ele namora com Anne.
    Em Homem-Aranha: A Série Animada (1995) Stan Lee aparece no episódio final da série, ele interpreta ele mesmo.
  • Em O Espetacular Homem-Aranha (2008), Stan Lee aparece como entregador, tanto que um parceiro de trabalho o chamou por “Stan”, na parte em que Mystério rouba a carga, na segunda temporada do desenho.
  • Em Stan Lee’s Superhumans (2010), ele é o apresentador do documentário.
  • Em Ultimate Spider-Man (2012), Stan Lee aparece em diversos episódios, como Stan, o zelador da escola onde Peter estuda.
  • Em Os Vingadores (2012), Lee aparece numa cena pós-créditos onde ele encontra-se numa cafeteria e aconselha Steve Rogers a pegar o telefone da garçonete que o atendera.
  • No especial de Phineas e Ferb: Missão Marvel, Stan Lee aparece como um vendedor de cachorro-quente em Nova Iorque.
  • Em Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D., Lee aparece dentro do trem com duas mulheres consolando Simmons.
  • Em Hulk and the Agents of S.M.A.S.H., Lee aparece como prefeito da cidade de Vista Verde, onde é localizado o QG do Hulk
  • Em Agent Carter (2015), Lee aparece pedindo o jornal de Howard Stark quando estão no engraxate.
  • Em Demolidor (2015), Lee aparece como funcionário do mês na delegacia de policia.
  • Em Jessica Jones (2015), Lee aparece novamente como policial do mês na mesma delegacia.
    Na segunda temporada de Demolidor, aparece um carcereiro da prisão onde levaram o Justiceiro.
    No primeiro episódio de Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D: Slingshot (2016), Stan Lee aparece no porta retrato dentro de uma caixa de papelão de Phil Coulson.
  • Em “Luke Cage”, ele aparece novamente como policial, dessa vez em um panfleto da campanha de denúncias.
  • Em “Teen Titans Go! To the Movies” (2018), ele aparece como ele mesmo.